Publicado em 07/02/2019 por COBAP e FAP/MG
Notícias da FAP/MG
COBAP apresenta ao governo e parlamentares propostas para a Previdência

Primeira reunião da Cobap e Centrais com Govern Bozo

 

07/02/2019 - O presidente da COBAP, Warley Martins, participou de reunião no Palácio do Planalto, na manhã de quinta-feira (7), que reuniu representantes de entidades de aposentados, centrais sindicais e do governo (foto acima).


O tema principal do encontro foram as propostas de reforma da Previdência e a Medida Provisória nº 871/19, já publicada no Diário Oficial da União, que instituiu mudanças nas regras para dificultar a concessão de benefícios previdenciários.


O secretário especial do governo, Leonardo Quintão, afirmou que em breve será realizado seminário em que o governo irá apresentar e iniciar os debates sobre a reforma da previdência de forma ampla e democrática.


De acordo com o secretário nacional de Previdência, Rogério Marinho, a proposta do governo Bolsonaro é que “o trabalhador vai trabalhar mais e, portanto, contribuir mais”, para "garantir a sustentabilidade do sistema".


Nas próximas semanas serão realizadas novas reuniões entre o governo e os representantes de aposentados. O secretário-adjunto da Previdência, Leonardo Rolim, sugeriu a criação de grupos de estudos sobre pontos específicos da reforma e da medida provisória.


Para a COBAP e representantes de aposentados é importante que seja aberto um campo de diálogo que garanta à categoria a não retirada de direitos.


PAUTA - Desde o início desta semana, Warley Martins Gonçalles, presidente, e diretores da COBAP (Confederação Brasileira dos Aposentados e Pensionistas) estão apresentando a representantes do governo federal e a lideranças no Congresso Nacional a plataforma de reivindicações da entidade, aprovada em reunião nacional. A reunião desta quinta-feira (7) é reflexo deste trabalho e da insistência da COBAP em abrir o diálogo com o Congresso e o governo Bolsonaro.


Deputado Luiz Carlos Motta (direita) recebe Warley (centro)MOTTA  -  Na terça-feira (5), Warley começou a visitar gabinetes de parlamentares, em Brasília (DF). Em seu primeiro mandato, o deputado federal Luiz Carlos Motta (PR / SP) recebeu as propostas (foto) e reafirmou seu compromisso de trabalhar junto aos colegas deputados para aprovar essas medidas, voltada para o fortalecimento da Previdência Social pública e cada vez mais inclusiva. “Foi o primeiro ofício que recebo em meu mandato”, revelou Motta. Também participou do encontro Amauri Mortagua, presidente da central sindical UGT, de São Paulo.


Além das propostas de reforma da Previdência, Warley está tratando junto aos parlamentares de emendas à Medida Provisória nº 871, publicada no Diário Oficial da União em 18 de janeiro de 2019. A MP estabelece novas regras para a concessão de benefícios. “É notório que a medida prejudica ainda mais os beneficiários que mais necessitam. Precisamos reverter esse quadro”, insiste o presidente da COBAP.

 

LIDERANÇAS - Na quarta-feira (6), Warley teve audiência com deputado federal Orlando Silva, líder do PCdoB.


Acompanhado pelo presidente nacional da CGTB, Ubiraci Dantas, do presidente do CGTB do Distrito Federal, Flausino Antunes, Warley defendeu as principais reivindicações dos aposentados para fortalecer a Previdência.


Orlando Silva sugeriu criar uma frente nacional de lutas para impedir a retirada de direitos dos trabalhadores, dos aposentados, pensionistas e idosos, como tem sido anunciado pelo atual governo, por meio de reformas que prejudicam apenas os mais pobres, nunca exigindo sacrifícios também de empresários.


Para debater as questões que lhe foram apresentadas, o líder do PCdoB convocou reunião das lideranças do PDT, PCdoB, PSB, Solidariedade, com participação da COBAP, centrais sindicais e movimentos sociais. O encontro será na próxima quarta-feira (13), às 11 horas, em local a confirmar.


GOVERNO - As propostas dos aposentados foram entregues, no dia 5/2, a Leonardo Quintão, atual secretário especial do governo e ex-deputado federal, por Minas Gerais, derrotado nas eleições de 2018.


Quintão atende atualmente no Palácio do Planalto. Warley alertou quanto à realidade dos aposentados e pensionistas do INSS, que ganham benefícios em valores muito baixos. Estão com reajustes muito defasados e não podem ser ainda mais prejudicados.


O presidente da COBAP questionou também determinações contidas na Medida Provisória nº 871, que prejudicam os trabalhadores, os aposentados e pensionistas.

 

O ex-deputado garantiu que irá aprofundar o debate sobre a reforma da Previdência junto às entidades e à Secretaria da Previdência.


ENTIDADES - Também nesta semana, o vice-presidente da Federação das Entidades dos Aposentados e Pensionistas de São Paulo (FAPESP), Antônio Alves da Silva, e o diretor da COBAP, José Aureliano Ribeiro de Vasconcelos, participaram de reunião na sede do Sindicato Nacional dos Aposentados, Pensionistas e Idosos (Sindnapi) para tratar de mudanças na Previdência Social e a Medida Provisória 871/19.

 

Presentes também diversas lideranças de aposentados, como o presidente do Sindicato dos Aposentados, Pensionistas e Idosos da União Geral dos Trabalhadores (Sindiapi-UGT), Natal Leo, diretores do Sintap e outros. O encontro foi organizada pelo presidente Marcos Bulgarelli e pelos diretores João Batista Inocentini, Plínio Sarti do Sindnapi.

 

Para todos os participantes, nenhum direito a menos é a bandeira principal de reivindicação e manter todas as entidades 100% mobilizadas.