Publicado em 26/02/2019 por Anfip
Notícias da FAP/MG
ANFIP afirma que reforma é extermínio da proteção social no Brasil

Floriano_Anfip_Senado-25-02-2019

 

26/02/2019 - Em audiência pública no Senado Federal sobre a PEC 6/2019, que trata sobre a reforma da Previdência, o presidente da ANFIP (Associação nacional dos Auditores Fiscais da Previdência), Floriano Martins de Sá Neto, afirmou que proposta significa “o extermínio do sistema previdenciário e social do Brasil, dois instrumentos de extrema importância previstos na Constituição Federal". Na foto acima, Floriano está ao centro, usando a palavra, ao lado do senador Paulo Paim.

 

Floriano alerta que "quando o governo anuncia economia de R$ 1 trilhão com a reforma, isto significa que esse dinheiro sairá do bolso e da boca dos trabalhadores, dos aposentados e pensionistas. NÃO sairá do caixa do governo. Não é economia do governo. É a população toda deixando de receber R$ 1 trilhão, para ficar ainda mais pobre, enquanto os banqueiros passam de bilionários para trilhonários".

 

A reunião foi realizada na segunda-feira (25/2), na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) do Senado Federal.

 

Os estudos da ANFIP foram amplamente ressaltados por palestrantes, bem como os resultados da CPI da Previdência, que apontou claramente as deformidades de avaliação em relação ao deficit do sistema. “A Previdência não pode ser vista apenas pelo ponto de vista dos gastos. Atenção às fake news, não se trata de tirar de quem ganha mais e dar para quem ganha menos. O problema que deveria ser atacado é aumentar a receita da Previdência, acabando com desvios, sonegação, renúncias e desvinculações dos valores próprios da Previdência”, destacou Floriano Sá Neto.

 

A audiência foi coordenada pelo senador Paulo Paim (PT/RS) e contou com a presença dos senadores Eduardo Girão (Pros) e Capitão Styvenson Valentim (Rede), do ex-governador do DF, Rodrigo Rollemberg, de deputados, líderes sindicais, entidades e associações representantes da magistratura e dos trabalhadores do setor público e privado. Presente na mesa, também como palestrante, Roberto de Carvalho Santos, advogado, presidente do Ieprev (Instituto de Estudos Previenciários) e dirigente da Frente Mineira Popular em Defesa da Previdência Social, a qual a FAP/MG também integra e apoia (na foto acima, ultimo na mesa, da esquerda para a direita). Também participou a auditoria-fiscal Ilva Franca Lauria, dirigente da Anfip e Coordenadora da Frente Mineira Popular em Defesa da Previdência Social.

 

A Proposta de Emenda Constitucional da reforma da Previdência foi entregue pelo presidente Jair Bolsonaro ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ). Na Câmara, a proposta será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) e em seguida passará por uma comissão especial.

 

Confira AQUI a íntegra da PEC 6/2019.