Notícias

04/04/2017 - Deu na Imprensa
“Única salvação do jovem é ir às ruas junto com os aposentados”, diz presidente da COBAP
por Previdência, mitos e verdades

04/04/2017 - Em entrevista, Warley Martins Gonçalles (foto), presidente da Confederação Brasileira dos Aposentados e Pensionistas (COBAP), convoca toda a sociedade para defender seus direitos, em especial os jovens. “O governo quer acabar com a Previdência e os jovens não irão se aposentar mais”, alertou.

Warley Martins Gonçalles
Na disputa de narrativa e (des)informação que o governo Temer tem realizado para justificar a extinção da Previdência Social – numa manobra disfarçada de “reforma”, com a PEC 287 – a Confederação Brasileira de Aposentados, Pensionistas e Idosos (Cobap) talvez seja um das entidades com maior experiência para dizer o quão vital é a renda proveniente da aposentadoria para esse setor da sociedade brasileira.

Entre estatísticas, números e previsões, Warley Martins Gonçalles, presidente da Confederação, diz que, ao endurecer as regras para a aposentadoria sem qualquer tipo de debate público com a população, o governo prejudicará exatamente aqueles que mais precisam.

Em conversa com Previdência, mitos e verdades, ele também defendeu a instauração da CPI da Previdência, cujo pedido foi liderado pela Cobap. “Nós dizemos que a Previdência não tem déficit, o governo fala que tem, então nós pedimos essa CPI. O queremos é a verdade. Queremos que amanhã possamos dizer, ‘não, o governo tá certo’, ou ‘não, o governo tá errado e quem tá certo é a população’.”

Gonçalles aproveitou para convocar os mais jovens às ruas, pois, segundo  o dirigente, “a única salvação” deles é lutar por seus direitos ao lado dos aposentados.

Previdência, mitos e verdades –  Segundo o governo, as pessoas que já estão aposentadas não serão prejudicadas pela “reforma” da Previdência. Isso é verdade?

Warley Martins Gonçalles – Não, não é verdade. Ele irá prejudicar sim. O governo fala que o aposentado não vai perder nada, mas é mentira, porque hoje ele está mexendo com o pessoal que recebe o Loas [Lei Orgânica de Assistência Social], que consegue o benefício com 65 anos e agora está elevando pra 70. E essas pessoas são as que mais precisam, pois o LOAS só é concedido a uma família que tem renda por pessoa inferior a 1/4 de salário mínimo. Se houve renda superior, não aposenta. Quem vai sair prejudicado, o rico ou pobre?

Então essa seria uma das nossas preocupações mais urgentes dessa reforma. Não é que não precisa de uma reforma, precisa sim: precisa cobrar os devedores que não pagam a Previdência, precisa acabar com a DRU [Desvinculação de Receitas da União], precisa acabar com a desoneração da folha, que, inclusive, fiquei contente que li na “grande imprensa” que o governo vai acabar com a desoneração.

Previdência, mitos e verdades – Para a Cobap, quais são os pontos mais nocivos dessa proposta do governo?

Warley Martins Gonçalles – O que mais nos ofende na Cobap, e a parte que ficará mais prejudicada, são as pensionistas, as nossas companheiras que vão ser afetadas. Com essa reforma que vem vindo aí, elas terão de escolher: ou a pensão dela ou a do marido. Hoje nós temos as duas pensões. Se minha esposa falecer, recebo a pensão dela; eu faleço, ela fico com a minha pensão. O governo quer tirar isso e é uma coisa com a qual não concordamos de maneira alguma.

Previdência, mitos e verdades – Como dialogar e convencer os jovens de que a PEC 287 é um risco para o seu futuro?

Warley Martins Gonçalles – É difícil… Você vê que domingo (26) fizeram um ato na rua defendendo os juízes (na operação Lava-Jato) e tudo bem, a gente também é a favor disso, mas a grande preocupação hoje em nosso país é essa reforma. O governo quer acabar com a Previdência e os jovens não irão se aposentar mais.

O jovem só vai pagar, porque toda pessoa contratada ainda terá o salário descontado, então não é só ir fazer a [previdência] privada, pois ainda será descontado no holerite. Ele tem que acordar, tem que ir pras ruas contra essa reforma. A única salvação do jovem é ir às ruas junto com a gente, os aposentados, os trabalhadores, porque amanhã ele será também um aposentado. É preciso defender a nossa Previdência, que é considerada a melhor do mundo, tem pensão, tem seguro-desemprego, tem tudo envolvido, por isso precisamos defendê-la. Qualquer jovem que for mandado embora corre o risco de não se aposentar mais aos 65 anos, só mais tarde.

Estamos usando a internet, o Facebook, divulgando porque a grande imprensa não escuta a gente, eles só ouvem o lado do governo, não ouve o outro lado. Dando essa entrevista agora pra você é para o jovem que vai ler e que ele acorde, porque o prejudicado não serei eu, agora, porque já estou com meus 63 anos e minha expectativa é mais uns 10 anos, mas o jovem é quem tem 50, 60 anos pra viver, e é muito ruim ele não se preocupar agora com a Previdência de amanhã. Precisa vir para a rua junto com a gente e defender os seus direitos.

Previdência, mitos e verdades – Quais são as expectativas em relação à CPI da Previdência?

Warley Martins Gonçalles – Esse é um sonho da Cobap e do Brasil, de apurar a verdade. Queremos a verdade. Nós dizemos que a Previdência não tem déficit, o governo fala que tem, então nós pedimos essa CPI — foi nossa confederação que pediu e o senador Paulo Paim aceitou [liderar o pedido] e conseguimos 63 senadores assinando a instalação da comissão para apurar a verdade.

É só isso que queremos, a verdade. Queremos que amanhã possamos dizer, “não, o governo está certo”, ou “não, o governo está errado e quem está certo é a população”. A partir desta, vamos começar a fazer pressão fazendo um manifesto para que o presidente do Senado instale imediatamente a CPI e que seja tudo apurado.



Reportagem de Vinicius Gomes Melo, do site: Previdência: mitos e verdades
Foto: Cobap

Comentar

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Comentários

Nenhum comentário ainda.