Notícias

23/05/2018 - Notícias da FAP/MG
Servidores lavam a entrada do edifício-sede do INSS em protesto contra a ingerência política
por Fenasps

limpeza no INSS23/05/2018 - Os servidores da sede central do INSS, em Brasília, lavaram com muita água e sabão a entrada do prédio em que trabalham.


Foi o terceiro ato de protesto, neste mês, contra a corrupção e ingerência política naquele Órgão, que recentemente teve seu presidente demitido por tentar realizar ato ilegal, contratando empresa de informática fantasma.

As manifestações são convocadas e organizadas pela Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Previdência Social (Fenasps). A entidade reúne sindicatos combativos em todo o País, inclusive o Sintsprev/MG, com base territorial em Minas Gerais e filiado a esta FAP/MG.

A Fenasps e seus sindicatos filiados exigem a  profissionalização dos Serviços Públicos, sem  nenhum  tipo  de  ingerência de partidos políticos e outras organizações  com interesses escusos. Exigem o fim do apadrinhamento e a falta de critérios objetivos na escolha dos dirigentes do INSS, bem como dos ministérios da Saúde e do Trabalho e na Anvisa. Para essas Entidades, todos esses cargos devem ser ocupados por servidores de carreira, acabando com as indicações com base no loteamento entre partidos aliados ao governo.

Os servidores concursados são profissionais comprometidos com a instituição, sendo contrários à corrupção e interesses espúrios. A Fenasps denuncia "o leilão de cargos que transformam o alto escalão de órgãos federais em um balcão de negócios que apenas alimenta a cobiça de oportunistas com grande apetite financeiro". De acordo com a Fenasps, novas manifestações serão realizados em Brasília e diversas partes do país.

Durante o ato de faxina no INSS, realizado na terça-feira (22), foram distribuídos manifestos contra as indicações políticas e em apoio aos servidores da Direção Central do INSS. Veja arquivo anexado abaixo.

Abaixo-assinados serão encaminhados ao  Ministério de Desenvolvimento Social, Casa  Civil, Tribunal de Contas da União, Controladoria Geral da União, Procuradoria  Federal e parlamentares expressando a indignação e a firme posição da categoria contra essas nomeações politiqueiras, que têm gerado graves problemas para os(as) contribuintes do INSS em todo País.

Comentar

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Comentários

Nenhum comentário ainda.
A-     A+

Não à PEC 287

Enquete
Quais as ameças do Governo aos trabalhadores e aposentados?
Reajuste anual abaixo da inflação
Pensões e aposentadoria abaixo do Salário Mínimo
Fixar idade para aposentar aos 65 anos e subir para 75 anos
Retirar recursos próprios da Previdência para pagar dívida
Dificultar e negar pagamento de pensão por morte
Dificultar e negar pagamento de auxílio doença
Cortar investimentos em saúde, educação, segurança...
Todas as opções acima e muitas outras
Agenda