Notícias

21/10/2020 - Notícias da FAP/MG
Frente em Defesa do Serviço Público define agenda de trabalho

21/10/2020 - A Frente Mineira em Defesa do Serviço Público, da qual a FAP/MG faz parte, realizou Reunião Virtual, no dia 06/10/20, por meio da plataforma Zoom, para discutir a Reforma Administrativa – PEC 32/2020, em tramitação no Congresso Nacional.

 

Também definiu as estratégias de lutas a mais essa grave ameaça de destruição do serviço público e dos direitos dos servidores públicos.

 

Abaixo transcrevemos as deliberações tomadas na reunião e o Manifesto da Frente Mineira e, em anexo, o Manifesto da Frente.  LEIA E DIVULGUE!


Deliberações:

1 - Aprovação e divulgação do Manifesto da Frente Mineira em Defesa do Serviço Público que será enviado a todos os parlamentares e divulgado pelas Entidades nas respectivas bases. Manifesto em anexo.

 

2 - Contactar deputados, pedir que a Câmara não mude Resolução que impede a votação de projetos não vinculados à pandemia.

 

3 - Agendar reunião – virtual ou presencial – com os Deputados Federais Mineiros.

 

4 - Realizar Lives/Webinars com palestrantes técnicos, a serem transmitidas conjuntamente por todas as entidades que compõem a Frente Mineira.
Objetivo é esclarecer conteúdo da PEC-32, em especial quanto aos prejuízos que poderá causar aos servidores públicos atuais e futuros e a precarização dos serviços públicos, .

 

5 - Webinars para tratar da Reforma Administrativa, com a presença de deputados a fim de estabelecer contrapontos, onde os presentes na sala virtual possam debater com os parlamentares.

 

6 – Produzir cartilhas, artes e documentos sobre a PEC-32/2020 para enviar para os filiados e associados das entidades que compõem a Frente Mineira.

 

7 - Dialogar com os Servidores Públicos, repassando informações sobre a PEC 32/2020.

Comentar

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Comentários

Nenhum comentário ainda.
Calendário INSS

Calendário INSS 2020

A-     A+

Não à PEC 287

Agenda
Enquete
Igrejas devem pagar impostos e contribuições para o INSS?
Não
Sim, com critérios
Sim