Notícias

04/03/2011 - .: Pensar Brasil
Bloco dos Aposentados desfila no Rio e homenageia Paulo Paim
por O Globo - RJ

Cartaz de convocação do bloco

 

04/03/2011 -  - O Bloco dos Aposentados desfila pelas ruas do Centro do Rio nesta sexta-feira (4) com um enredo sobre o senador Paulo Paim (PT-RS).


No mês passado, o petista foi à tribuna para insistir no valor de R$ 560 para o salário mínimo e defender o fim do fator previdenciário.


Mas, na hora da votação, optou por não contrariar o governo e aprovou o valor de R$ 545. Na época, o parlamentar também cobrou uma definição para o pagamento dos aposentados e pensionistas que ganham mais de um salário.


O senador confirmou presença no bloco e disse que recebeu o convite há um mês:

- Lá, vou poder anunciar que vou ter uma reunião na próxima quinta-feira com o Garibaldi Alves Filho (ministro da Previdência Social). Vou falar da importância de estruturarmos o debate (sobre aposentadorias e o fator previdenciário) com o objetivo de construir o entendimento.


Segundo Paim, a presidente Dilma Rousseff chamará as centrais para conversar sobre uma política para os aposentados e uma alternativa para o fator previdenciário. O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, estaria fazendo o meio de campo entre as duas pontas.

- A presidente manifestou interesse em abrir discussão sobre os temas de interesses deles (aposentados) - disse o senador.

A concentração do bloco seria a partir das 15h, na Candelária. Depois, os foliões seguiriam pela Avenida Rio Branco até a Cinelândia. O samba enredo é de
autoria dos compositores Ney do Pagode, Jesus, Paulinho Tamborim e Geraldo Santa Rita


Aplausos da FAP/MG


Estão de parabéns as Entidades de Base e a Federação dos Aposentados e Pensionistas do Rio de Janeiro por essa merecida homenagem a Paim.

Vale ressaltar que o senador é do Rio Grande do Sul, ainda assim ele é reconhecido e homenageado pelo Rio de Janeiro e por aposentados e pensionistas de todo o país.

E não são apenas os aposentados que valoriazam o trabalho de Paim. Também os negros, os deficientes físicos, pequenos agricultores e tantos outros brasileiros.

Paim foi autor, por exemplo, dos Estatutos do Idoso e da Igualdade Racial. Nos oito anos do Governo Lula, o senador gaúcho manteve uma postura coerente de sempre defender reajustes melhores para o salário mínimo e também para os aposentados que ganham acima de um salário.

Paim tem muita clareza sobre a luta política - o que falta a praticamente TODOS os deputados federais eleitos por Minas Gerais, para ficarmos apenas em nosso Estado.

Essa clareza mostra a Paim que vitórias e avanços de interesse popular somente serão alcançados com luta, com insistência, no embate com forças retrógradas.

Inúmeros parlamentares do PT e de partidos mais à esquerda, muitos sindicatos e até mesmo a CUT, em alguns momentos, se esqueceram do papel que têm a desempenhar neste constante (e às vezes feroz) embate. Nessas oportunidades, eles deixaram de lado a luta em defesa do povo, e atuaram exatamente como pelegos, confundindo os papéis de "governo" e de representantes dos setores populares.

Ao contrário desses, o senador Paulo Paim menteve postura coerente, mostrando que o verdadeiro parlamentar popular NUNCA pode ser um serviçal do Governo - qualquer que seja este.

Nossos votos de que esta posição firme e corajosa persista em Paim e contagie muitos outros parlamentares.

Federação dos Aposentados e Pensionistas de Minas GErais - FAP/MG

Comentar

Comentar

* = Preenchimento obrigatório
Nome *
Email *
Mensagem *
 

Comentários

Nenhum comentário ainda.